Mau Egípcio: características, saúde, temperamento

  1. Amo meu Gato
  2. Mau Egípcio: características, saúde, temperamento

O Mau Egípcio é considerada a raça mais antiga do mundo, pois encontramos diversos registros de sua presença na época dos faraós, há cerca de quatro mil anos. Porém, deve-se salientar que os exemplares atuais da raça são descendentes, mas não totalmente puros.

História do Mau Egípcio

Em meados do século XX, a princesa russa Nathalie Troubetskoy, que estava exilada na Itália, usou sua influência e conseguiu resgatar alguns exemplares de Mau Egípcio que quase foram dizimados na Segunda Guerra Mundial. Pouco tempo depois, e com muito amor pela raça, Nathalie importou alguns animais da mesma linhagem através da Embaixada da Síria e assim, continuou sua criação.

Ao se mudar para os Estados Unidos, em 1956, a princesa russa levou seus três belos gatos Mau Egípcio. Nas terras do Tio Sam, os gatos de Nathalia conquistaram fãs e admiradores, principalmente, devido à importância histórica desses animais.

Pouco tempo depois, começaram os cruzamentos para que a raça não desaparecesse do território americano. Como era quase impossível conseguir animais oriundos do Egito, esses cruzamentos ocorreram com raças similares. Além disso, os criadores estavam buscando melhorar o temperamento do mau Egípcio.

Por fim, tudo melhorou quando a criadora Cathie Rowan importou 13 exemplares do Mau Egípcio para os Estados unidos. Desta forma, o número de genes aumentou e fez com que o cruzamento se tornasse ainda mais fácil e assim, a raça pudesse sobreviver em solo americano.

Atualmente, o Mau Egípcio é aceito por todas as associações de gatos do mundo.

Aparência do Mau Egípcio

De porte médio, o Mau Egípcio pode pesar entre dois quilos e meio e cinco quilos, sendo os machos maiores que as fêmeas. As patas da frente são um pouco menores que as traseiras, o que lhe traz uma elegância natural. Seus músculos são bem definidos dando-lhes um belo corpo atlético. Sua pelagem é brilhante, sedosa, lisa, curta possuindo manchas ou listras pelo corpo. As cores predominantes da pelagem são: preto fosco, bronze e prata.

A cabeça do Mau Egípcio é muito parecida com a dos gatos asiáticos, em formato de cunha. Seu focinho é curto e as orelhas são grandes e pontiagudas com a base larga. Os olhos, em sua maioria, são esverdeados, grandes e arredondados. Já a cauda é longa com pelos finos e densos. Outras características desse animal são:

  • Patas pequenas que lhes dão um porte elegante;
  • A cauda vai afinando e tem a ponta escura;
  • Pelagem com manchas ou listras naturais.

Saúde do Mau Egípcio

O Mau Egípcio está entre os gatos mais saudáveis que existem. Sua linhagem permitiu que até os dias atuais, eles não apresentem indícios de doenças genéticas.

Entretanto, é preciso ter cuidado, já que esta raça não tolera mudanças de temperatura fortes. Como eles são originários do Egito, seu corpo está mais preparado para o calor, ou seja, eles não gostam muito de lugares frios.

Antes de adquirir o seu exemplar da raça, converse com o vendedor e veja quais foram os exames feitos. Saiba tudo sobre os parentes diretos e se eles tinham alguma doença que o seu gatinho possa ter.

A expectativa de vida dos animais da raça Mau Egípcio é de 12 a 15 anos.

Temperamento e Comportamento do Mau Egípcio

Conhecido por ser um exímio caçador, o Mau Egípcio possui muitas outras características que chamam a atenção, como:

  • Inteligente;
  • Sagaz;
  • Independente;
  • Apegado ao tutor;
  • Territorialista;
  • Leal;
  • Dedicado;
  • Amoroso;
  • Tranquilo.

Os animais desta raça costumam se apegar facilmente com os humanos, por outro lado, não gostam de que outros animais adentrem em “seu território” depois que eles já são os donos de tudo. Portanto, se pretende ter mais de um animal que o Mau Egípcio, é preciso inseri-lo em sua casa, praticamente, juntos. Desta forma, evitam-se possíveis problemas.

Muito falante, os Maus Egípcios costumam receber seus donos emitindo sons como miados e ronronares. Outro comportamento que chama bastante atenção é o fato deles abanarem a cauda quando estão felizes, porém, também o fazem quando querem demarcar território.

Se gosta de animais que ficam junto e fazem companhia, que brinquem e mostrem todo o charme, o Mau Egípcio é ideal!

Adoção ou compra de Mau Egípcio

Para as pessoas que estão pensando em adotar um mau Egípcio é preciso dizer que há bastante dificuldade de encontra-los no Brasil. E quando falamos em adoção a dificuldade aumenta, afinal, ter um exemplar da raça Mau Egípcio é muito caro e isso diminui as chances de ter um animal desses por meio de adoção.

Mas se você deseja adquirir um gatinho da raça, fique atento aos valores de comercialização: algo entre sete e nove mil reais!

Curiosidades sobre o Mau Egípcio

  • O nome “Mau” não quer dizer que ele é um bichinho mau, mas sim, quer dizer gato no Egito, país de onde a raça veio.
  • Uma das principais características são as listras na testa, formando um “M”.
  • A raça possui mais de quatro mil anos.

Fotos de Mau Egípcio

[in_article]

[in_article]

[in_article]

[in_article]

[in_article]

[in_article]

[in_article]

[in_article]

[in_article]

Vídeos de Mau Egípcio

[in_article]

[in_article]

Dê uma nota para esse conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de votos: 3
Mau Egípcio: características, saúde, temperamento