Comportamento Felino: entenda como seu gato se comunica

  1. Amo meu Gato
  2. Comportamento
  3. Comportamento Felino: entenda como seu gato se comunica

O comportamento felino pode ser fascinante. Cada gato tem uma personalidade diferente, assim como cada ser humano, o que faz com que cada bichano seja insubstituível na vida das pessoas.

Contudo, alguns gestos dos gatos têm significado conhecido pelos cientistas e pelos "gateiros" em geral. Vamos listar alguns destes comportamentos para você entenda melhor o que seu gato, ou aquele gatinho com quem você vem tentando uma aproximação, realmente deseja comunicar.

A lista não está em nenhuma ordem especial.

Morder-se

Gatos se mordem porque algo coça ou dói.

Se você notar seu amiguinho peludo (a não ser que seja um Sphynx, claro) mordendo ou coçando partes do corpo com demasiada insistência, é bom levá-lo para uma consulta no veterinário: mesmo que não tenha nada evidente ao olho nu ele pode estar com algum tipo de dermatite, ou outra condição que precisa ser detectada e tratada.

Beber água da torneira gotejante

Este comportamento não é exclusivo dos felinos, e entre estes não se tem ainda uma explicação definitiva.

O que se sabe é que muitos gatos preferem beber água em uma torneira gotejante do que diretamente em seus bebedouros.

Aparentemente, os gatos fazem isso porque é divertido, ou desafiador --- ou ambos.

De olho nesse comportamento dos gatos a indústria produz fontes-bebedouro para eles. Trata-se de um dispositivo que combina um reservatório com uma bombinha de aquário (ou de fonte) que faz com que a água esteja circulando e sempre jorrando de uma torneirinha.

É claro que isso não implica nenhuma garantia de que seu gato vá preferir seu bebedouro à torneira da cozinha. Afinal, estamos falando de gatos!

Cobrir o prato de comida

Quando um gato cobre o prato de comida a mensagem é simples: ele não gostou do que você serviu para ele.

Nunca é demais lembrar que há alimentos que você não deve dar ao seu gato de maneira alguma.

Esvaziar a caixa de areia

[in_article]

Gatos podem cavar a caixa de areia simplesmente porque acham isso divertido de fazer, e é um comportamento bem comum em filhotes.

Para evitar que eles levem este comportamento para a idade adulta podemos usar um truque: ter um borrifador de água, daqueles que usamos para pulverizar água sobre as plantas, para "assustar" o animal sempre que ele for flagrado fazendo algo que não deve.

Assim, ele vai associar o desconforto da água na cara com aquele comportamento e vai pensar duas vezes antes de repetir.

Interessar-se pelo vaso sanitário

Este comportamento pode ser interpretado como uma manifestação do instinto de o gato pescar uma presa, como também pode ser interesse pelos reflexos da luz na água.

É sempre um bom hábito manter a tampa do vaso sanitário abaixada, e se você tiver um gato em casa ele pode significar um incentivo a mais para tal.

"Chiar" ao ver um pássaro ou outro bichinho

Este é um comportamento relacionado à natureza selvagem dos felinos domésticos.

Há várias teorias que tentam explicar por que o gato emite esse "chiado" ao ver um pássaro, mas todas concordam que ele está no modo caçador:

  • há pesquisadores que dizem que é o som da frustração por não poder alcançar a presa;
  • outros dizem que o gato emite este som tentando "imitar" o som típico da presa, para atraí-la mais facilmente;
  • há quem diga que a emoção de estar frente a frente com sua presa produza uma paralisia que o impede de partir para o ataque, e este som seria uma maneira de esvaziar-se do estresse;
  • também há quem teorize que o gato emite tal ruído antecipando o som que ouvirá de sua presa quando ela estiver para morrer (para o gato, é de suma importância que sua presa seja morta imediatamente, para que não se debata --- o que implicaria o risco de o predador sofrer algum tipo de ferimento).

Brincar com bichos mortos

[in_article]

Embora para os humanos este comportamento possa ser um tanto asqueroso, para o gato é apenas outra manifestação de seu instinto selvagem, de caçador, que ainda perdura nos gatos por mais domesticados eles possam ser.

E se além de brincar com bichos mortos o gato os deixar sobre a cama do dono ou em outro lugar de seu uso habitual, para ele esse é um gesto de respeito e admiração: ele está presenteando o seu líder com o fruto de sua caça.

"Rebolar"

Você já deve ter visto gatos nesta posição: apoiados nas patas dianteiras, com o traseiro levantado e balançando de um lado para o outro.

Mais uma vez é o instinto selvagem sendo manifestado: o gato está em modo de ataque, e prestes a atacar uma presa.

Rolar de um lado para o outro

Este comportamento do gato representa submissão, ou um convite para brincar.

Os gatos sabem que o pescoço e o ventre são onde se localizam seus pontos vitais mais importantes. Se um gato chega a expor sua barriga desse jeito é porque ele confia plenamente e está inteiramente seguro de que está protegido e cuidado.

Ronronar

[in_article]

O ronronar do gato pode significar carinho, bem-estar ou dor.

Não se sabe ainda ao certo todo o mecanismo do "motorzinho" que os gatos têm, mas sabe-se que ele libera uma substância que o gato associa ao prazer e bem estar. Ou ele ronrona porque está feliz, ou ronrona para ficar feliz e sentir-se bem.

Caso desconfie que seu bichano está ronronando porque está com alguma dor vale redobrar os cuidados, afinal ele pode estar doente ou machucado e você nem perceber se não for observando seu comportamento.

Levantar o traseiro na cara das pessoas

Para os humanos nem sempre é fácil lembrar que os gatos são animais, e que entre eles o olfato é um sentido muito mais importante no que diz respeito a relacionamentos.

Quando dois bichos se encontram é normal que um cheire o traseiro do outro, porque ali há glândulas que produzem feromônios que são exclusivos de cada indivíduo.

Logo, quando o gato levanta o traseiro em direção ao rosto de uma pessoa ele está dizendo algo do tipo "olá, eu sou o Sansão, dê uma farejada aí para não esquecer mais de mim".

Esfregar-se nas pernas do dono

Quando o gato se esfrega nas pessoas ou nas coisas ele está demarcando território.

Ao esfregar-se no seu ser humano favorito o gato libera um odor que fica na pele e nas roupas, e que só os gatos podem sentir. Para o gato isso significa "meu cheiro está aqui, portanto isso me pertence".

Fazer xixi fora da caixinha

Outra maneira de o gato demarcar território é pela urina. E se pensarmos nisso, que bom que eles marcam os humanos esfregando-se em nossas pernas!

É comum que os gatos passem a não utilizar sua caixinha de areia quando chegam novos habitantes para a casa, normalmente outros animais de qualquer espécie. Assim, os gatos sentem que precisam urinar em tudo para deixar claro quem é que manda no pedaço.

Mas esse comportamento também pode significar que:

  • a caixinha de areia do seu gato não está adequada (areia desconfortável, insuficiente, suja, em local barulhento, etc);
  • trauma ocorrido próximo ou dentro da caixa de areia; ou
  • seu bichinho está com algum problema urinário, demandando uma consulta ao veterinário.

"Amassar pãozinho"

[in_article]

Quando o gato é filhote ele amassa a barriga da mãe para que o leite desça e ele possa alimentar-se.

Quando adultos eles poderão manter esse comportamento. À pessoa que receber este carinho o gato estará dizendo: eu gosto de você, você me lembra bons momentos de quando eu era um filhotinho.

Que fofo, não?!

Piscar devagarinho

Gatos piscam quando estão contentes ou relaxados; caso contrário estão sempre alertas, tentando captar tudo o que acontece ao seu redor.

Quando um gato pisca devagarinho na presença de uma pessoa ele está dizendo "eu confio em você". Se quiser criar vínculos com ele, pisque devagarinho de volta: você estará fazendo o gato entender que você também confia nele.

Leia também: como fazer um gato gostar de você.

Encarar o nada

Às vezes os seres humanos ficam olhando para o nada simplesmente porque entram em um estado mental que os leva a "desligar" do ambiente externo, e várias podem ser as causas.

Já um gato quando fica olhando para o nada está prestando atenção nos mínimos detalhes de alguma coisa que lhe chamou a atenção: pode ser um inseto, um grão de poeira, uma pluma. Ou seja: diferente dos humanos, quando o gato encara o nada ele está com sua atenção no máximo, e não desligado de tudo o que o cerca!

Adorar caixas

Todos sabemos o quanto gatos adoram caixas, e não é raro encontrarmos imagens muito engraçadas de bichanos sem noção de espaço querendo acomodar-se em caixas minúsculas.

Acontece que a natureza do gato implica que ele tenha a emoção do medo sempre muito presente.

Os locais apertados, escondidos, são sempre os seus favoritos porque eles se sentem protegidos nestas situações.

Assim sendo, as caixas de papelão costumam ser os objetos mais apreciados pelos felinos, já que proporcionam a sensação de segurança além de favorecerem a manutenção do calor corporal.

Sentar no notebook do dono

[in_article]

Gatos adoram lugares quentinhos para descansar e relaxar. Como notebooks, e outros eletrônicos, costumam ter uma temperatura mais alta do que o ambiente, o gato aproveita para aquecer-se ao mesmo tempo que diz algo como "você está dando mais atenção para esta coisa do que pra mim, então eu sento nela para você voltar a me amar".

Dormir 16h por dia (ou mais)

Gatos dormem umas 16h por dia, em média, simplesmente porque isso é da natureza deles.

Como animais selvagens, predadores por natureza, eles costumam ser mais ativos pela manhã e ao anoitecer, que é quando seus antepassados (ou mesmo os contemporâneos que ainda vivem por conta própria) saíam para caçar e obter seu alimento.

Especialistas afirma, aliás, que a melhor maneira de criar um relacionamento com um gato é brincar para valer com ele todos os dias, pela manhã, por uma hora pelo menos. O ideal é que o dono faça o papel de presa, e o gato sinta que tem o poder de caçar mesmo morando em um apartamento --- não que eles tenham consciência de que moram assim, claro. Destarte, o gato esvazia logo cedo essa energia de caçador, e passa o resto do dia feliz e realizado, associando a boa experiência ao dono que a proporcionou.

Esfregar a cabeça no dono

Quando um gato esfrega a cabeça em uma pessoa isso significa que esta lhe pertence e é parte de sua vida. É uma maneira de dizer "estou feliz e à vontade com você".

É um privilégio para uma pessoa receber essa distinção de um gato.

Lamber o dono

O gato só lambe quem lhe é muito especial: a si mesmo, seus filhotes, sua mãe ou irmão. Ou seu dono.

Quando um gato lambe ele está limpando e asseando seu objeto de afeto. Se ele faz isso com um humano ele está dizendo algo como "eu te amo, e estou cuidando de você para que você esteja saudável e feliz comigo".

[in_article]

Dê uma nota para esse conteúdo!

Avaliação média: 4.8
Total de votos: 5
Comportamento Felino: entenda como seu gato se comunica